💜 Olá, gentes! Peço licença pra chorar as pitangas aqui.

Quem me acompanha pelas lives na Twitch ou no meu Twitter sabe que há alguns meses tenho um grande nemesis no Final Fantasy XIV. Não se trata de algum boss de raid Savage, algum Hunting Mark bizarro ou um drop inexistente de Eureka, e sim um peixe. Apesar do nome, o Ruby Dragon é um Legendary Fish do FFXIV que tem me dado um pouco de dor de cabeça nos últimos meses, não apenas pela dificuldade de conseguir finalmente pegá-lo, e sim porque ele é o único obstáculo entre mim e o título que tanto almejo no jogo: Grandmaster Caster.

Meu mini museu de pesca

Meu Mini Museu de Pescaria com quadros e aquários contendo os peixes que mais me desafiaram na busca pelo título Grandmaster Caster… com um quadro vazio :/

Olá gentes 💜! Depois de muitos e muitos meses sem escrever algo por aqui e ficar prometendo que vou reativar o blog estou de volta com um mini guia de Final Fantasy XIV! Hoje resolvi trazer algo que provavelmente vai ajudar muitos amigos na jornada de juntar MGP para comprar a montaria Regalia no FFXIV em Outubro, e pessoalmente acho que uma das melhores formas de fazer isso é com os Challenge Logs de Gold Saucer!

Durante o Make It Rain, evento que garante 50% de MGP extra em qualquer atividade, todos os Rewards de Challenge Log também são afetados, o que significa que vale MUITO a pena completar o máximo de challenges possível… exceto o de Mahjong, ninguém tem tempo pra isso 😀

Hoje resolvi então anotar aqui como liberar alguns dos estágios de Verminion Challenge que vão ajudar a completar facilmente as 5 partidas necessárias para finalizar os 3 challenges relacionados à atividade em seu Challenge Log!

Olá, gentes! Perdão por desaparecer, mas hoje me senti mais inspirada em conversar um pouco sobre o meu sumiço, tanto do blog quanto do WoW! Então preparem-se que lá vem história!

Quando criei o Cofre Etéreo tinha o objetivo de compartilhar dicas de WoW, falar sobre meu dia a dia no jogo, e de repente compartilhar informações e opiniões de outros jogos também. Na época tinha em mente tutoriais sobre WoW e levei isso adiante por algum tempo pois, bom… jogo WoW há alguns anos, e parte do segredo de se manter jogando algo por tanto tempo é justamente sempre encontrar coisas novas e legais pra fazer apesar de, de certa maneira, ter visto um pouco de tudo dele.

Eis que, durante uma stream no meu canal da Twitch, estávamos falando sobre Final Fantasy XIV, e de como eu sentia falta de poder jogá-lo também. Pra quem me conhece há muito tempo, durante Mists of Pandaria me aventurei pela primeira vez no FFXIV, e precisei parar de jogar principalmente pelo custo: na época, a Ficha de WoW ainda não existia, e aqui em casa pagávamos 2 mensalidades de WoW e duas de FFXIV direto pela Square Enix, ou seja, em Dólar. Resolvemos então cortar o Final Fantasy.

Alguns anos depois ele foi disponibilizado pela Steam e com a assinatura em Reais, a um custo beeeem mais condizente com nossa realidade, porém nunca voltei a jogar. Mas durante a conversa com o chat na Twitch, um viewer querido mencionou que o pacote completo do Final Fantasy XIV estava em promoção, e coincidentemente tínhamos algum dinheiro sobrando pra criar duas novas contas. Eis que abrimos a Steam e compramos o jogo 😛

Arganthe Nethersong, em seu primeiro contato com Hydaelyn

Arganthe Nethersong, em seu primeiro contato com Hydaelyn

Desde Maio até hoje jogo o Final Fantasy XIV de novo, e não é porque eu fiquei de saco cheio ou odeio o WoW como muita gente parece pensar. Eu ainda amo o WoW e, apesar de ter alguns negócios inacabados por lá, estou aproveitando – e muito – esse tempo redescobrindo o FFXIV!

Não gosto de comparar os dois jogos porque apesar de serem MMOs, FFXIV e WoW são essencialmente muito diferentes. Cada um tem seus diferenciais e coisas que definitivamente poderiam ser aproveitadas em ambos os jogos, mas para começar a jogar um deles após dar um tempo no outro é necessário se desprender de alguns conceitos do anterior ^^

Ir ao Topo